Rancho por Luiz

Anúncios

Mangueira e Chico

Não é sempre que conseguimos realizar dois sonhos numa noite só!

Quinze de fevereiro de 2017. Essa data ficará eternamente na memória.

Ir até São Paulo para assistir o Show de Verão da Mangueira. Uma aventura vivida com o Neto, meu companheiro e amor da minha vida.

O show começou com a maravilhosa Maria Bethânia. Depois uma sequência de grandes artistas homenageando esta escola de samba, a “escola mais querida do planeta”! Ciganerey, Tantinho, Leci Brandão, Fafá de Belém, Mariene de Castro, Elba Ramalho, Alcione e… Chico Buarque!!!

A felicidade e emoção foi tão grande que as lágrimas jorraram, num choro quase que descontrolado em poder ver o Chico Buarque e os integrantes da Mangueira.

Bateria, intérprete, Mestre Sala e Porta Bandeira, passistas, baiana…

“Sei lá não sei, sei lá não sei não
A Mangueira é tão grande…”
Que nem cabe explicação” Paulinho da Viola

Fotos: Joaquim Corrêa

20 anos sem Renato

Renato Russo foi quem mais me deu inspiração na adolescência!

Os discos de vinil 1 e 2 da Legião Urbana estão até arranhados, pela quantidade sem fim das vezes que rodou no toca-discos. Letras e sequências das músicas decoradas.

Ontem fez 20 anos que ele nos deixou. Dia 11 de outubro de 1996.

Coincidentemente hoje recebi de presente o livro de Carlos Marcelo, Renato Russo o Filho da Revolução, que relata sua biografia.

Passados todos esses anos, Renato ainda me dá força em seus versos para a luta da vida.

Sempre em Frente!

cap