Adeus Banzo…

Noite fria de segunda-feira.

Vermelho e Preto.

Universidade.

Lugar onde a Capoeira apareceu na minha vida.

Depois de um tempo na clausura, por uma necessidade da vida,

Pude me reencontrar com a Capoeira.

Matar o banzo que me atormentava.

Despedida do Menino.

Aniversário do Amigo.

Roda à luz de velas.

Bonita e mágica.

Como posso viver sem a Capoeira?

Eu sou Capoeira!

Anúncios