Ai, ai que saudade eu tenho da Bahia…

“Ai, ai que saudade eu tenho da Bahia…

Ai, esta saudade dentro do meu peito”.

Toda vez que volto de Salvador, fico a escutar as canções de Dorival Caymmi.

A energia que absorvo desta terra mágica é muito grande.

Ainda sinto o cheiro doce do dendê…

Quando chego em casa o banzo sempre me abate!

Fica um vazio, fico sem chão!

Hoje no céu a lua da Palmares!

Fico então a lembrar dos bons momentos vividos com grandes camaradas e dos ensinamentos do Mestre Nô.

Agradeço todos os momentos vividos nestes dias!

Iê viva meus camaradas…

Iê viva Mestre Nô!

Anúncios

Salvador: Aqui estou!

Nesta semana, animada com a viagem à Salvador, achei em minha pequena biblioteca, um livro comprado em sebo em 1991: Bahia Cidade Feitiço de Carlos Torres editado em 1965. O mais incrível é que não tinha percebido que o livro até está autografado pelo autor!

Agora lendo e estando em Salvador, sinto que esta cidade é realmente mística e enfeitiça a todos.

Este ano passei por algumas dificuldades, principalmente com minha saúde e isto afetou muito a minha vida capoeirística. Esta viagem que foi um presente de minha mãe (que sempre me apoiou na capoeiragem) irá me energizar!

Aprimorar meus conhecimentos com os ensinamentos de meu Mestre Nô, rever grandes camaradas e absorver todo o Axé de Salvador, vai me tornar mais forte, para resistir e não desistir da luta!

Iê Viva Bahia!

Capoeira sem Graduação…

Fico a imaginar como seria a Capoeira sem essa corrida da Graduação. Agora entendo porque de tanta pressa em se graduar contramestre ou mestre.

Entendo mas não concordo!

Nos eventos formulam-se convenções.

Para um capoeirista ter destaque e oportunidade, a graduação é exigida! A pessoa não é valorizada. É mais importante do que a consideração,  o respeito e a camaradagem.

Se os capoeiristas se libertassem das convenções, vaidades e de que para ser bom  é imprescindível a graduação, a Capoeira hoje estaria num patamar muito melhor!

Todos são importantes: do Mestre até uma criança que se inicia na capoeiragem!

Não importa qual a nossa graduação. Importa é o sentimento que temos pela Capoeira!

O Girassol – Vinícius de Moraes

Sempre que o sol
Pinta de anil
Todo o céu
O girassol
Fica um gentil
Carrossel.

O girassol é o carrossel das abelhas.

Pretas e vermelhas
Ali ficam elas
Brincando, fedelhas
Nas pétalas amarelas.

– Vamos brincar de carrossel, pessoal?

– “Roda, roda, carrossel
Roda, roda, rodador
Vai rodando, dando mel
Vai rodando, dando flor”.

– Marimbondo não pode ir que é bicho mau!
– Besouro é muito pesado!
– Borboleta tem que fingir de borboleta na entrada!
– Dona Cigarra fica tocando seu realejo!

– “Roda, roda, carrossel
Gira, gira, girassol
Redondinho como o céu
Marelinho como o sol”.
E o girassol vai
girando dia afora…
O girassol é o carrossel das abelhas.

Vinícius de Moraes

Recomendo o livro Arca de Noé de Vinícius, principalmente para ler às crianças!

Grande felicidade!

Esta semana fiquei muito feliz,  quando minha filha de nove anos chegou da escola com um livro da biblioteca do Vinícius de Moraes: A Arca de Noé! Como sou amante da poesia e de gostar muito de ler fiquei muito orgulhosa deste ato.

Desde que meus filhos nasceram, sempre lia livros infantis na cama com eles antes de dormir. Tenho certeza que este hábito fez com que meus dois filhos atualmente sejam amantes da leitura. Além do conhecimento, a importância de gostar de ler é ter a possibilidade de abrir a mente para a imaginação.

Quando criança não tinha acesso a livros. Só na adolecência descobri a biblioteca pública de minha cidade. A leitura me transformou numa pessoa melhor!