Trinta e Dois

Foto: Arthur Gonçalves. Ano: 1988.

Dia 20 de novembro de 1988. Lembro-me até hoje. Ainda sinto a energia deste grande momento: meu batismo.
Hoje estou de aniversário de Capoeira. Iniciei no dia 05 de abril de 1988 com o Contramestre Alemão.
Não foi fácil a caminhada até aqui, principalmente por ser mulher, mãe, professora, dona de casa, cuiqueira e ainda ter a pretensão de ser uma Capoeira.
Mas a vida da capoeiragem, apesar de tantas rasteiras que levamos, nos traz muita felicidade, pois traz para a nossa vida muitos camaradas.
Não tenho como citar aqui os camaradas que são importantes na minha vida. São muitos! E sou feliz por isso!
O apoio de minha família também foi e é fundamental para a minha caminhada.
São 32 anos de vivência nesta arte, mas sinto-me ainda uma iniciante, pois tenho muito ainda para aprender.
A capoeira pra mim é mais do que uma arte, jogo e manifestação cultural afro-brasileira. É uma luta política para a construção de uma sociedade mais justa. Uma luta contra a opressão que vivemos neste mundo que dá mais valor ao dinheiro do que às pessoas.
Essa luta não se faz sozinho. Na roda somos muitos e eu sou só mais uma, como diz a cantiga.
O sentimento é de gratidão!
Valeu Camaradas!
Força na Luta!
Sempre em Frente!

Sopro do Criador: Mazinho do Trombone

Show “SOPRO DO CRIADOR” em homenagem ao músico catarinense MAZINHO DO TROMBONE, realizado em 1º de outubro de 2014 no TAC (Teatro Álvaro de Carvalho), em Florianópolis.

Direção e produção de Eduardo Paredes e Ângela Bastos, direção musical de Wagner Segura.

Com a participação dos cantores Rachel Barreto, Denise de Castro, Sabarah, Marcão, Gi Guedes, Cláudia Barbosa Zininho, Maria Helena e Janeth, mais os músicos Vado do Pandeiro, Marquinhos do Cavaco, Joel Brito, Marco Aurélio, Fidel, Telinho, Márcio, Anderson Ávila, Diego, Júnior, Du Seara e Fabrício. Participação especial de Vicente Marinheiro e dos netos e bisnetos de Mazinho: Laurinha, João Paulo, Luan, Vitor, Artur, Dilson e Nicolas. Direção de fotografia de Peter Lorenzo, imagens de Peter Lorenzo, Fernando Kleipzig, Toco e Edson Batata Ador, foto still de Júlio Cavalheiro. Edição: Gustavo Damasco. Apresentação do show: Severo Cruz e Amanda Santos.