TEMPO DE FLORESCER…

É  Primavera! Estação das flores, onde brota a esperança.

Esperança de que nosso mundo torne-se menos injusto e mais solidário.

Apesar  dos problemas que enfrentamos, violência, guerras, injustiça social, sempre é tempo de ter esperança de que um dia nosso mundo vai melhorar.

E o que a Capoeira tem com isso?

Muito, camaradinho. Temos um instrumento muito forte em nossas mãos.

Assim  como o negro escravo de nosso Brasil Colônia lutava com seu próprio corpo para  a conquista da liberdade, nós também devemos continuar esta luta contra a  opressão que sofremos.

Vamos lutar por uma capoeiragem mais politizada e consciente.

Com a Capoeira podemos transformar a roda da vida!

Rosas do meu jardim...

Anúncios

Pensando ainda da Bahia…

Já se passaram três semanas que voltei de Salvador e o sentimento de saudade ainda persiste.

Visitar novamente esta cidade mágica faz com que eu conheça um pouco mais o jeito soteropolitano de ser. E isso tem tudo a ver com a Capoeira!

Desta vez pude deliciar suas moquecas, bobós, acarajés, cuscuz, cocadas e seus odores maravilhosos.

Em cada lugar por onde passava lembrava-me de uma música da Capoeira ou do Dorival Caymmi.

Lugares por onde passei: Armação, Boca do Rio, Ondina, Barra e seu farol, Centro Histórico, Elevador Lacerda, Praça da Sé, Terreiro de Jesus, Igreja de São Francisco, Pelourinho, Rio Vermelho, Feira de São Joaquim, Mercado Modelo, Barroquinha, Praça Castro Alves, Conceição da Praia, Jardim de Alah, Piatã, Itapuã, Lagoa do Abaeté, Baixa do Sapateiro, Ladeira do Carmo, Forte de Santo Antônio e muitos outros.

No último dia ainda pude presenciar um pôr do sol no Elevador Lacerda com a vista para a Baía de Todos os Santos! Lindo demais!

Ai, ai que saudade tenho da Bahia…

Pôr do sol no Elevador Lacerda

Recanto Mestre Nô

Foto: Kiko

Nazaré das Farinhas. Recôncavo Baiano.

Oxum já anunciava o grande momento, com sua chuva abençoada.

Ao chegar, pés no chão, pés na lama.

Na porteira uma faixa: RANCHO PALMARES!

Um espaço lindo, com suas pimenteiras e beribas.

Um povo mais belo ainda nos recebeu.

Não sabíamos o que nos esperava, até chegar na grande jaqueira.

Ali o grande mestre foi homenageado: Mestre Nô.

Momento de grande emoção! RECANTO MESTRE NÔ!

Palavras verdadeiras de agradecimento de Pinguim e Pipoca. Realização de um grande sonho!

Palavras emocionadas de Mestre Nô.

Foi difícil não chorar…

Depois muita papoeira, uma deliciosa feijoada, o reconhecimento da biriba!

Uma roda de muito axé…

A hora dura da despedida…

Parabéns ao Grupo de Pinguim pelo belo trabalho em Nazaré das Farinhas.

Parabéns Pinguim e família!

Vocês merecem que todos os seus sonhos sejam realizados!

Estes momentos ficarão guardados eternamente no meu coração e na minha memória!

SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CAPOEIRA ANGOLA PALMARES

Foi realizado no período de 23 à 28 de agosto de 2011 em Salvador – Bahia o SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CAPOEIRA ANGOLA PALMARES.

Coordenado pelo Mestre Nô contou com a presença de mestres, contramestres, professores e alunos do Grupo Capoeira Angola Palmares dos Estados da Bahia, Paraíba, Alagoas, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e também representantes dos Estados Unidos.

O seminário contou com uma rica programação de oficina de movimentos, comportamento na roda, fundamentos da bateria, fundamentos
tradicionais de situações de jogo, confecção de berimbaus,  toques de berimbaus,  musicalidade e rodas.

Um momento especial foi a entrega de diplomas pelo Mestre Nô aos Mestres baianos Dunga e Lázaro, ao Mestre Dindo do Rio Grande do Sul e ao Mestre estadunidense Ombrinho.

Outro momento muito emocionante e belo foi a homenagem que Mestre Nô recebeu em Nazaré das Farinhas pelo Grupo do contramestre Pinguim: a inauguração do Rancho Palmares e do Recanto do Mestre Nô.

Agradeço ao Mestre Nô por esta oportunidade!  Parabéns por mais este grande evento da nossa Capoeira Angola Palmares!